Diplopia é um ensaio fotográfico que remete à rotina dos lugares percorridos pelo autor, no período em que enfrentava uma grave disfunção da visão.
    Temia o agravamento do quadro e, ao utilizar a imagem fotográfica como recurso demonstrativo do seu desconforto, foi materializando uma estética e, gradativamente, se descolando de parâmetros mais objetivos da representação (de um fazer fotográfico anterior) e experimentando campos mais sensoriais e expressivos. De certa forma, perfazendo trajeto similar àqueles observados pelas imagens técnicas ao longo do tempo. 
    Na medida em que intensificava a desconfiança na capacidade dos seus olhos em mediar os acontecimentos do mundo físico e as imagens que se formavam no seu cérebro, foi buscando um esvaziamento dos aspectos mais literais, trazendo elementos de natureza subjetiva relacionados ao mundo de coisas duplas e turvas em que estava imerso. 
    Assim, o medo de que este problema se desdobrasse em comprometimento irreversível em sua visão teve como contraponto a descoberta surpreendente de um padrão não habitual de contemplação.

 

 

Diplopia

 

   

ENGLISH

      Diplopia refers to the places I went through and my routine in the period in which I faced a temporary vision dysfunction.

      I feared the aggravation of the problem and wanted to materialize to the eyes of others this aesthetic universe installed in an involuntary way. Universe that kept, simultaneously, a locational discomfort and its pressing adaptation; The bewilderment of one who is immersed in this world of double and murky things and the surprising discovery of an unusual pattern of contemplation.

      And what was initially a contribution, an aesthetic resource, began to function as a basis for enlarging and breaking my personal references in photographic production and serve as a basis in the expression of other projects that have been gradually succeeding.

1/9

© PAULOCOQUEIRO / coqueiro.pc@gmail.com      instagram:  paulocoqueiro_